Mitologia da cerveja

Kit cerveja erdinger caneca
Gambrinus – rei da cerveja
O épico finlandês Kalevala , coletado na forma escrita no século 19, mas baseado em tradições
orais de muitos séculos, dedica mais linhas à origem da cerveja e da fabricação de cerveja do
que à origem da humanidade.
O mítico rei flamengo Gambrinus (de Jan Primus (João I)), às vezes é creditado com a invenção
da cerveja.
Segundo a lenda tcheca, a divindade Radegast , deus da hospitalidade, inventou a cerveja.
Ninkasi era a deusa padroeira da fabricação de cerveja na antiga Suméria
Na mitologia egípcia , a imensa sede de sangue da feroz deusa leoa Sekhmet só foi saciada
depois que ela foi enganada para consumir uma quantidade extremamente grande de cerveja
de cor vermelha (acreditando ser sangue): ela ficou tão bêbada que desistiu de matar
completamente e tornou-se dócil.
Na mitologia nórdica, o deus do mar Ægir , sua esposa Rán e suas nove filhas, fabricavam
cerveja (ou hidromel) para os deuses. No Lokasenna , é dito que Ægir daria uma festa onde
todos os deuses beberiam a cerveja que ele preparou para eles. Ele fez isso em uma chaleira
gigante que Thor trouxe. As taças no salão de Ægir estavam sempre cheias, magicamente se
reabastecendo quando esvaziadas. Ægir tinha dois servos em seu salão para ajudá-lo; Eldir
[Fire-Kindler] e Fimafeng [Handy].
Nas sagas de Nart , Satanaya (Ubykh[satanaja] , Adyghe [setenej] , Ossétia [ʃatana] ), a mãe dos
Narts,figura da fertilidade e matriarca, inventou a cerveja.
A recente mitologia irlandesa atribui a invenção da cerveja ao lendário irlandês Charlie Mops

Leave a Reply

Your email address will not be published.