Banner Top
Segunda-feira, 23 de Outubro de 2017

É HORA DE APOSTAR NO DÓLAR?

O dólar cai por dois motivos. Primeiro: a obsessão “America First” de Donald Trump tem se sobressaído às promessas de uma política fiscal expansionista, enfraquecendo a moeda americana. Segundo: a visão sobre o Brasil tem melhorado à medida que a perspectiva de avanço das reformas e a queda da inflação transformam nosso juro em um dos mais atraentes do planeta. Além disso, o real é beneficiado pela alta das cotações de com modities.

Dona Elvirinha pergunta: “Seria o caso de aproveitar a oportunidade para comprar uns dólares?” Em meados dos anos 1980, a revista The Economist pediu projeções econômicas de longo prazo para alguns ex-ministros da Fazenda, presidentes de multinacionais, alunos de Oxford e lixeiros de Londres. No final, os lixeiros apresentaram a melhor pontuação (ao lado dos empresários).

Na mesma época, os economistas Richard Meese e Kenneth Rogo  mostraram que previsões cambiais baseadas em modelos tradicionais perdiam para  uma regra simples, segundo a qual o preço amanhã deverá ser igual ao de hoje. No jargão, diz-se que taxas de câmbio descrevem um “passeio aleatório”.

Em princípio, a resposta à nossa amiga é não. O dólar está barateando, seu futuro é imprevisível e o juro doméstico é elevado. Ademais, o presidente Michel Temer parece estar, aos trancos e barrancos, endireitando a economia. Tudo isso torna a nossa moeda mais atraente que a do Tio Sam, certo?

Sem dúvida, mas resta saber a dosagem. Os mais propensos a riscos podem abraçar a história do “passeio aleatório” e apostar todas as fichas em reais. No entanto, as pessoas tendem a ser avessas ao risco. A incapacidade de prever com acurácia o futuro não significa que o dólar custará amanhã o que custa hoje.

O que poderá despertar novamente a verdinha? A política econômica sugerida por Trump durante a campanha tem um viés inflacionário e será favorável ao dólar se o FED (banco central americano) apertar a política monetária mais do que esperam os mercados – não é preciso muito para que isso ocorra. Além desse, há outros riscos pró-dólar no cenário externo: avanço do populismo na Europa, Grécia, China etc.

Na frente doméstica, é provável que a economia continue entrando nos trilhos, mas nada garante que a normalização será isenta de idas e vindas. A reforma da Previdência é impopular, a Lava Jato é fonte de incertezas e a estratégia seguida por Temer precisará ser sancionada pelas urnas em 2018. Tudo muito complicado.

O dólar está em baixa e o real em alta. Não dá para saber o que vai acontecer lá na frente. Mas quem não gosta de emoções fortes pode aproveitar a calmaria para garantir o sono se os ventos soprarem para o outro lado.

Celso Toledo
Celso Toledo
Colunista
Celso Toledo celso.toledo@ e2economia.com.br Doutor em economia pela FEA-USP, sócio-diretor da E2 e da LCA e colunista da revista "Exame".

Últimas edições

Grazi Massafera
Mateus Solano
Klebber Toledo
Patrícia Poeta
Gabriel Medina
Juliana Paes
Rodrigo Hilbert
HUGH JACKMAN
Carol Castro
Débora Falabella
Paulo Gustavo
Dan Stulbach
Letícia Spiller
Camila Queiroz
Glenda Kozlowski
Maria Casadevall
Olivier Anquier
Camila Coutinho
Fernanda Lima
Pedro Andrade
Preta Gil
 Jaqueline Carvalho
Taís Araújo e Lázaro Ramos
Cleo Pires
Mauricio de Sousa
Carol Trentini
Star Alliance
Fábio Porchat
Marília Gabriela
Fernanda Paes Leme
Paolla Oliveira
Flávio Canto
Bruna Markezine
Marina Ruy Barbosa
Ingrid Guimarães
 Malvino Salvador
Isabelli Fontana
Deborah Secco
Meninos do vôlei
Miguel Falabella
Daniel Alves
Luiza Valdetaro
Giovanna Antonelli
Wagner Moura
Revista Giovanna Ewbank
Antonio Fagundes
Reynaldo Giane
Fernanda Motta
Paulo  Gustavo
Cláudia Raia
Maria Fernanda
João Paulo Diniz
Tatá Werneck
Fernando Torquatto Avianca
Junior Cigano
Max Fercondini
 Isis Valverde
 Robert Scheidt
Glória Maria
Alessandra Ambrósio
 Alinne Moraes Luiz Tripolli
Sabrina Sato
Tiago Abravanel

Media Onboard

Responsável por todo o entretenimento e mídia de bordo das aeronaves Avianca Brasil, oferecendo diversas plataformas criativas online e off-line para impactar o público alvo.

anuncie
  • Vencemos o 30º prêmio Veículos de Comunicação como revista customizada de 2016
RegistrationLogin
Sign in with social account
or
Lost your Password?
RegistrationLogin
Sign in with social account
or
A password will be send on your post
RegistrationLogin
Registration