Banner Top
Domingo, 19 de Novembro de 2017

CUIDADO COM PREVISÕES EXTRAVAGANTES

Há motivos de sobra para comemorar o fim de uma das piores recessões da história. Mas o maior risco é entrar na festa esquecendo que a fotografia econômica permanece feia apesar do filme um pouco mais animado (e ainda longe de ser radiante).

Se as projeções dos economistas profissionais se concretizarem, o PIB brasileiro deverá fechar o ano que vem uns 4% abaixo do registro do início de 2014. Trata-se de uma diferença equivalente a cerca de R$ 250 bilhões em termos anualizados – suficiente para comprar a Petrobras, três vezes o Manchester United, meia dúzia de “Neymares” e ainda sobrar R$ 600 milhões.

Apesar das perspectivas de crescimento tímidas e do nível de produção relativamente baixo, há quem acredite que o Ibovespa esteja caminhando para os 100 mil pontos. Brotam cenários que projetam resultados tão bons para o futuro quanto os observados no passado recente. Essas narrativas têm muito apelo, apesar das ressalvas de praxe.

É possível que a bolsa continue subindo, mas é bom ter em mente que o segredo em mercados financeiros não é comprar o que é bom, mas vender o que os outros acham que é bom. O sucesso de investimentos em bolsa depende muito mais de uma boa análise da psicologia das massas do que dos “fundamentos” propriamente ditos.

Em artigo recente publicado no The New York Times, o vencedor de Prêmio Nobel em 2013, Robert Shiller, comparou relatos jornalísticos do momento com os que antecederam as quebradeiras de 1929 e 2000. Após indiretamente “entrar” na cabeça das pessoas, ele chegou à conclusão de que ainda existe uma predisposição a tomar riscos que não tem sido desafiada como nos episódios anteriores.

Façamos figas porque os ventos favoráveis de fora são essenciais para compreender a manutenção do otimismo no Brasil diante de todos os desafios econômicos e políticos que ainda virão. A recuperação da atividade econômica das maiores economias e os juros e a inflação historicamente reduzidos estão criando um apetite por ativos de risco. O Ibovespa, que se encontra 50% abaixo do pico registrado em 2008 (em dólares), fica parecendo uma pechincha com este pano de fundo.

O principal risco que deve ser monitorado é a possibilidade de mudança na perspectiva de que os mercados mundiais continuarão sendo irrigados abundantemente por muito tempo. Por enquanto, a inflação baixa tem alimentado a predisposição a projetar juros reduzidos ad aeternum. Talvez isso seja o resultado de uma “nova economia”. Pode ser, mas se o histórico de mais de um século servir como guia, o tombo, quando vier, será feio.

Celso Toledo
Celso Toledo
Colunista
Celso Toledo celso.toledo@ e2economia.com.br Doutor em economia pela FEA-USP, sócio-diretor da E2 e da LCA e colunista da revista "Exame".

Últimas edições

Guga Kuerten
Grazi Massafera
Mateus Solano
Klebber Toledo
Patrícia Poeta
Gabriel Medina
Juliana Paes
Rodrigo Hilbert
HUGH JACKMAN
Carol Castro
Débora Falabella
Paulo Gustavo
Dan Stulbach
Letícia Spiller
Camila Queiroz
Glenda Kozlowski
Maria Casadevall
Olivier Anquier
Camila Coutinho
Fernanda Lima
Pedro Andrade
Preta Gil
 Jaqueline Carvalho
Taís Araújo e Lázaro Ramos
Cleo Pires
Mauricio de Sousa
Carol Trentini
Star Alliance
Fábio Porchat
Marília Gabriela
Fernanda Paes Leme
Paolla Oliveira
Flávio Canto
Bruna Markezine
Marina Ruy Barbosa
Ingrid Guimarães
 Malvino Salvador
Isabelli Fontana
Deborah Secco
Meninos do vôlei
Miguel Falabella
Daniel Alves
Luiza Valdetaro
Giovanna Antonelli
Wagner Moura
Revista Giovanna Ewbank
Antonio Fagundes
Reynaldo Giane
Fernanda Motta
Paulo  Gustavo
Cláudia Raia
Maria Fernanda
João Paulo Diniz
Tatá Werneck
Fernando Torquatto Avianca
Junior Cigano
Max Fercondini
 Isis Valverde
 Robert Scheidt
Glória Maria
Alessandra Ambrósio
 Alinne Moraes Luiz Tripolli
Sabrina Sato
Tiago Abravanel

Media Onboard

Responsável por todo o entretenimento e mídia de bordo das aeronaves Avianca Brasil, oferecendo diversas plataformas criativas online e off-line para impactar o público alvo.

anuncie
  • Vencemos o 30º prêmio Veículos de Comunicação como revista customizada de 2016
RegistrationLogin
Sign in with social account
or
Lost your Password?
RegistrationLogin
Sign in with social account
or
A password will be send on your post
RegistrationLogin
Registration