Banner Top
Quinta-feira, 29 de Junho de 2017

PRAIAS IMORTALIZADAS NOS VERSOS DE GRANDES ESCRITORES CONTRASTAM COM MARCOS ICÔNICOS DA PRIMEIRA CAPITAL DO BRASIL. ASSIM QUE DESEMBARCAMOS NO AEROPORTO DE SALVADOR EM UMA TARDE DE SEXTA-FEIRA, FOMOS RECEBIDOS COM UM PÔR DO SOL ARREBATADOR. OS DIAS SEGUINTES FORAM MARCADOS POR CLÁSSICOS DA CIDADE E POR DELÍCIAS GASTRONÔMICAS IMPERDÍVEIS. ALUGUE UM CARRO, VISTA ROUPAS LEVES E SE CONTAGIE PELA ALEGRIA DO POVO SOTEROPOLITANO EM UM ROTEIRO DE 48 HORAS

SEXTA-FEIRA

15h – Check-in literário: Dez quilômetros separam o aeroporto do Mar Brasil Hotel, que fica de frente para a praia de Itapuã. Com 71 acomodações e duas piscinas, o hotel serve seu café da manhã no Memorial & Restaurante Casa di Vina, que foi moradia do casal Vinicius de Moraes e Gessy Gesse nos anos 1970 e até hoje preserva a arquitetura original. Enquanto o restaurante oferece refeições especializadas nas culinárias mediterrânea e baiana, o memorial expõe itens pessoais do poeta, como violão e máquina de escrever. A visita é gratuita e aberta ao público.
R. Flamengo, 44
Farol de Itapuã
www.marbrasilhotel.com.br

17h – O primeiro pôr do sol: A Praia do Farol da Barra é uma das mais disputadas em Salvador, principalmente no entardecer. Vale rodar quase 50 minutos para chegar ao inebriante cenário composto pela Fortaleza de Santo Antônio – onde fica o Museu Náutico da Bahia –, pelo Morro do Cristo e por pedras e arrecifes que formam piscinas naturais em época de maré baixa. Chegando por volta das 17h, ainda dá tempo de mergulhar na água quentinha do litoral baiano e preparar sua câmera para registrar um pôr do sol todo colorido.
R. Flamengo, 44
Farol de Itapuã

www.marbrasilhotel.com.br

21h – Delícias baianas: No caminho de volta para o hotel, na praia de Stella Maris, reserve um tempo para uma parada no Beach Stop, restaurante que conta com mais quatro unidades em Salvador. O espaço rústico, com mesinhas de madeira, música ambiente e espaço com brinquedões para entreter as crianças, oferece uma deliciosa culinária baiana acompanhada de petiscos. Opte pelo pastel de camarão e caldo de sururu, dois carros- chefes da casa.
Estrada de Stella Maris, 214
www.beachstop.com.br

SÁBADO

9h – Faça três pedidos!: De todas as igrejas de Salvador – e são muitas! – a do Nosso Senhor do Bonfim é a mais famosa. A construção é contornada por uma grade de ferro, onde estão presas milhares de fitinhas do Bonfim de todas as cores – local preferido dos turistas para uma boa foto. Para quem não conhece a tradição, ao ganhar a lembrancinha, você deve dar duas voltas no pulso esquerdo e fazer três nós, um para cada pedido. Diz a lenda que eles se realizarão quando a fitinha arrebentar. Não custa tentar.
Largo do Bonfim, s/n – Bonfim

10h – Cenário de filme: A menos de quatro quilômetros da igreja, a praia da Ribeira exibe um cenário bucólico, com casarões do século 17, barcos ancorados e um mar calmo, ótimo para mergulhos. Localizada no bairro da Ribeira, na Cidade Baixa, a praia parece ter parado no tempo e mantido uma tranquilidade que não se vê mais no centro. Inaugurada em 1931, a sorveteria da Ribeira está ali até hoje e vende mais de 30 sabores artesanais, incluindo alguns típicos da Bahia, como tapioca e graviola.
Rua da Penha, 87
Ribeira
www.sorveteriadaribeira.com.br

12h – Uma volta pelo mercadão: O Mercado Modelo se assemelha a muitos mercadões encontrados pelo Brasil. A diferença deste está na música ao vivo, na luta de capoeira em qualquer cantinho disponível, nas cores espalhadas nos mais de 250 boxes que vendem artesanato e souvenirs e na vista para a Baía de Todos os Santos. As lojinhas de comida também têm seu lugar, sendo uma opção para um almoço rápido. Experimente o pastel de siri na banca do Xacrinha, acompanhado de caldo de polvo. Procure uma vaga para estacionar o carro, pois o restante do dia pode ser feito a pé.
Praça Visconde de Cairu, s/n - Comércio

13h – Sobe ou desce?: Construído em 1873, o Elevador Lacerda foi o primeiro a servir como transporte público no mundo. O cartão-postal de Salvador liga a Cidade Baixa à Cidade Alta por um custo de 15 centavos por trajeto e leva tanto turistas quanto locais. Lá de cima, da Praça Tomé de Souza, descortina- se uma vista maravilhosa para a Baía de Todos os Santos, o Mercado Modelo e o Forte de São Marcelo. Também no alto está a sorveteria A Cubana, inaugurada na mesma época da Sorveteria da Ribeira. Destaca-se o delicioso bolinho de pão de ló com nozes e o “coco espumante”, uma espécie de milk-shake de coco, famoso entre os baianos.
Rua da Penha,87
Ribeira
www.sorveteriadaribeira.com.br

14h – Tour pelo centro histórico: A primeira capital do Brasil guarda muitas lembranças por suas ruas coloridas e cheias de monumentos famosos no centro histórico. O roteiro pela região começa pela Praça da Sé, que sedia o Monumento da Cruz Caída e oferece uma paisagem deslumbrante para a Cidade Baixa. Em seguida, é a vez de a Igreja e Convento de São Francisco – considerada uma das Sete Maravilhas de Origem Portuguesa no Mundo – exibir seu estilo barroco e interior repleto de ouro. O Pelourinho, a menos de cinco minutos dessa igreja, rouba a cena com ruas de paralelepípedos, casas pintadas com cores vibrantes e manifestações artísticas e culturais.

8h - Cultura e gastronomia ao ritmo de jazz: O Museu de Arte Moderna da Bahia (MAM-BA) está localizado no Solar do Unhão, construção colonial à beira-mar do século 17, e exibe uma vista incrível da Baía de Todos os Santos, além de obras de artistas famosos, como Portinari, Tarsila do Amaral e Di Cavalcanti. O museu, por si só, já vale a visita, mas há outros atrativos no local. O restaurante Solar Contorno, que conta com outras duas unidades por Salvador, oferece pratos da gastronomia contemporânea com ingredientes regionais. O fim de tarde de sábado é o melhor momento para conhecer o lugar, embalado pela trilha sonora do grupo JAM no MAM, que se apresenta das 18h às 21h. O ingresso custa R$ 8.

DOMINGO

9h - Manhã de praias: As praias mais afastadas do centro mantiveram o charme e a tranquilidade até os dias de hoje. A sete minutos do Mar Brasil Hotel, a Praia de Itapuã exibe um cenário com rochas pretas contrastando com a areia clara, coqueiros contornando a extensa faixa de areia, piscinas naturais e o famoso Farol de Itapuã. Não à toa, a orla foi imortalizada nos versos de grandes compositores brasileiros. Vizinhas a Itapuã estão Stella Maris e Praia do Flamengo, com ondas fortes. Outras praias urbanas, que ficam próximas do centro de Salvador, também podem entrar no roteiro. A Praia Porto da Barra e a do Buracão fazem sucesso, principalmente entre jovens que buscam movimento e um clima mais animado.

14h30 - Trilha pelas dunas: Se você olhar para a direita quando estiver pousando em Salvador, ficará surpreso com mais de seis milhões de metros quadrados de areias. O Parque das Dunas, que fica bem próximo ao aeroporto, promove o ecoturismo e a educação e a preservação do meio ambiente. A entrada fica na Praia do Flamengo, sendo que as trilhas começam e terminam nesse local. A atividade garante paisagens pouco exploradas de Salvador e deve ser agendada pelo site com antecedência. Com o custo de R$ 20 por pessoa, incluindo um lanchinho no final, as trilhas são sempre acompanhadas por um profissional da área que ensina sobre a fauna e a flora encontradas nos percursos pelas dunas, que vão desde 600 metros até 12 quilômetros de extensão.

19h30 - Pizza sem farinha: As massas do Pizzalinha são feitas com ingredientes saudáveis, como beterraba, espinafre e batata doce. Isso, no entanto, não deixa a pizza menos crocante ou saborosa. As receitas baianas se misturam às tradicionais, garantindo sabores variados. Um exemplo é a Sertaneja, com molho de tomate, mozarela, carne seca e banana-da-terra. A forma de comer também é diferente: não há pratos ou talheres, apenas luvas descartáveis.
Avenida Dilson Jatahy Fonseca
Stella Maris
www.pizzalinha.com.br

21h30 - Alo para Cira: A receita da culinária afro-brasileira que resulta no bolinho fradinho de feijão frito no azeite de dendê, servido com camarões secos e vatapá, é um clássico imperdível em Salvador. O acarajé da Cira foi eleito por anos consecutivos como o melhor lugar para degustar o prato. A praça que sedia a primeira das três barracas recebe o nome de Largo da Cira e fica no bairro de Itapuã entre as ruas Aristides Milton, Prof. Souza Brito e Ladeira do Abaeté. Além das aparições frequentes da dona, o espaço atrai turistas e locais todas as noites pelas várias barraquinhas que ficam por ali, mesas de madeira ao ar livre e música ao vivo.

POR. FOTOS. GUIOMAR BARBUTO

Spectr News Theme
Guiomar Barbuto
Colaboradora

Últimas edições

Media Onboard

Responsável por todo o entretenimento e mídia de bordo das aeronaves Avianca Brasil, oferecendo diversas plataformas criativas online e off-line para impactar o público alvo.

anuncie
  • Vencemos o 30º prêmio Veículos de Comunicação como revista customizada de 2016
RegistrationLogin
Sign in with social account
or
Lost your Password?
RegistrationLogin
Sign in with social account
or
A password will be send on your post
RegistrationLogin
Registration