Voltar

Cultura

Agenda

Cinema

Entrenimento a Bordo


Voltar

Lifestyle

Gastronomia

Vinhos

Inspire-se

Family Trip

Expedição

Colunas


Voltar

Capa

Edição atual

Making of

Celebridades

Edições anteriores


Edição Atual Rovaniemi, a cidade finlandesa onde mora o Papai Noel

Rovaniemi, a cidade finlandesa onde mora o Papai Noel

The Veigas

Em Rovaniemi, na Finlândia, é possível encontrar o Papai Noel em qualquer estação

 

O clima é de “Jingle Bells” 365 dias por ano e a magia natalina paira no ar. Mas não espere comer pernil ou ouvir a onipresente “Então É Natal”, de Simone. Em Rovaniemi, capital da Lapônia, cidade finlandesa cruzada pelo Círculo Polar Ártico, o prato principal é salmão selvagem assado na brasa e a trilha sonora passa longe de clássicos da MPB. Conhecido como a “Terra do Papai Noel”, o local aproveita a fama para receber turistas que procuram interagir com o bom velhinho e é interessante o ano todo.

 

Todas as atrações relacionadas ao Natal se concentram na Santa Claus Village, uma espécie de parque temático que fica a 10 minutos de carro do centro. Lá, é possível interagir com renas, conhecer a agência de correios que recebe e responde cartinhas de crianças do mundo todo, pilotar um snowmobile (quando possível) e, acima de tudo, bater um papo com o Papai Noel em pessoa – que pode, inclusive, entregar presentes diretamente no quarto do hotel.

 

Apesar da idealização do Natal como um momento de neve e frio, a região tem uma graça especial no verão, quando os moradores aproveitam o relativo calor para fazer caminhadas nas florestas, observar os animais selvagens e colher frutas típicas, como mirtilos e framboesas. O sol chega a brilhar 24 horas por dia no auge da estação e é curioso ver como os finlandeses se relacionam com o tempo quente e as atividades ao ar livre, já que o frio é predominante no país.

 

Fomos a Rovaniemi quando o Chico tinha um ano e meio, bem na época em que os bebês têm pavor do bom velhinho. Era fim de agosto e a temperatura média beirava os 10 graus. Para preparar o terreno, tentamos bater um papo com o Papai Noel e tentar uma abordagem menos traumática. Sem sucesso. Por lá, a caracterização é levada muito a sério e o profssional que tem a importante missão de incorporar o personagem não desanima nem por um minuto.

 

Nem conosco, adultos, ele saiu do papel para explicar como seria a interação. Isso não evitou choros de terror e desespero por parte do Chico, mas pelo menos tentamos – e as fotos ficaram muito engraçadas. Hoje, quando contamos para ele que já conheceu a Terra do Papai Noel “de verdade”, ele pede para voltar. Quem sabe em uma próxima vez.

 DICAS PARA CONHECER A TERRA DO PAPAI NOEL
  • Se for em dezembro, prepare o casaco: a média máxima de temperatura é de -5°C e a mínima, de -12°C. Luz do sol não é o forte do inverno, que, no ápice, tem dias completamente escuros.
  • A vila do Papai Noel é um pouco longe da cidade e, caso pre ra se hospedar no centro, será necessário se deslocar de ônibus ou táxi.
  • Mesmo ficando no Círculo Polar Ártico, o acesso a Rovaniemi não é complicado. Há voos que a conectam a Helsinki, capital da Finlândia, em uma hora.

SUA VIAGEM NA REVISTA

Envie sua foto e conte porque mais pessoas deveriam conhecer este lugar.

Você pode gostar

VER MAIS