Voltar

Cultura

Agenda

Cinema

Entrenimento a Bordo


Voltar

Lifestyle

Gastronomia

Vinhos

Inspire-se

Family Trip

Expedição

Colunas


Voltar

Capa

Edição atual

Making of

Celebridades

Edições anteriores


Edição Atual Por mares mais limpos em 2019

Por mares mais limpos em 2019

Heloisa Schurmann

O desafio do próximo ano é diminuir ou até evitar o uso de plástico

 

O início de um novo ano é sempre o momento de atualizar a lista de resoluções e incluir ou descartar objetivos não alcançados. Minhas metas para 2019 são desafios, e o primeiro item na lista não é nada fácil: diminuir ou até evitar o uso de plástico. Vivemos em um mundo gluten free, sugar free, salt free que, acredito, deve ser cada vez mais plastic free.

 

Todos os anos, são jogadas cerca de 8 milhões de toneladas de plástico no mar. Além de poluírem nossos oceanos, esses plásticos se quebram em pedaços cada vez menores, que, eventualmente, são absorvidos por plantas, animais, água e… por nós mesmos. Há anos navegando por todos os oceanos do planeta e observando in loco a degradação das nossas águas, falamos e mostramos esse assunto com nossos trabalhos.

 

Mas quando destaco a missão plastic free como resolução número 1 deste novo ano é que eu mesma intensificarei a campanha no meu entorno. Com delicadeza e uma conversa tranquila (mas franca), tenho conseguido importantes conquistas em restaurantes, cafés, hotéis e até na escola do meu neto. É gratificante e esperançoso ver essa corrente sendo ampliada.

 

Medidas que já adotei no meu dia a dia: uso escova de dentes de bambu, canudos reutilizáveis, sacolas de pano, garrafa de água de metal, copo retrátil e kit de talheres (colher, faca e garfo) de bebê, dispensando os descartáveis. Esse comportamento atrai a atenção das pessoas e, assim, abrem-se naturalmente as portas do diálogo e da conscientização.

 

Para o planejamento plastic free 2019, as prioridades são: substituir, aos poucos, todos os potes da cozinha por vidro (reutilizando recipientes, como de geleias e azeitonas); adotar as embalagens feitas de cera de abelha para guardar e embrulhar os alimentos; mudar sabonete, xampu e condicionador por produtos em barra; usar pasta de dentes vendida sem embalagem plástica; comprar produtos, como ketchup, mel e azeite, em garrafas de vidro; e até banir o uso de balões em festas de aniversário e outras comemorações.

 

Nas nossas expedições, já vimos exemplos assustadores da presença de lixo em paisagens paradisíacas, que deveriam ser intocadas. Para que todos nós possamos seguir descobrindo destinos incríveis – e para que nosso planeta consiga sobreviver –, é importante que cada vez mais pessoas pensem nesse tema e comecem (ou intensifiquem) mudanças em casa, no escritório e lugares que frequentam. Se somarmos cada pequena transformação de comportamento, ganharemos todos. Por isso, meu desejo não poderia ser outro: que 2019 seja um ano de mares mais limpos!

SUA VIAGEM NA REVISTA

Envie sua foto e conte porque mais pessoas deveriam conhecer este lugar.

Você pode gostar

VER MAIS