Voltar

Cultura

Agenda

Cinema

Entrenimento a Bordo


Voltar

Lifestyle

Gastronomia

Vinhos

Inspire-se

Family Trip

Expedição

Colunas


Voltar

Capa

Edição atual

Making of

Celebridades

Edições anteriores


Edição Atual Carnaval em família: dicas para curtir com a criançada

Carnaval em família: dicas para curtir com a criançada

The Veigas

Curtir o carnaval em família é diversão garantida

 

Nossa paixão por carnaval cresceu de zero a dez junto com o boom dos blocos de rua de São Paulo. Afinal, éramos moradores da Vila Madalena e estávamos diante de duas opções: reclamar do caos que impossibilitava até o ir e vir nos dias de folia ou nos entregar à festa. Caprichamos na serpentina e escolhemos a segunda alternativa.
Com três meses de idade,

 

Chico ouviu e, do colo dos pais, curtiu o carnaval da janela de nosso apartamento. A partir do ano seguinte, ele seria um pequeno folião feliz a animar nosso bloquinho. Sem esquecer da fantasia: ele já pulou de centopeia, de pirata, de astronauta mas sua roupa preferida é a de girafa.

 

Na esteira do famoso “Mamãe Eu Quero”, São Paulo viu nascer muitos blocos infantis. Eles são bem família: acontecem em horários mais tranquilos e trazem um repertório que mescla marchinhas clássicas com músicas infantis. É diversão para adultos e crianças. Outro bloco bem legal é o “Emílias e Viscondes” – que, além de festejar o carnaval, ainda busca difundir o hábito da leitura entre a criançada.

 

Para quem se sente mais confortável com os pimpolhos em um ambiente fechado, a programação das unidades do Sesc costuma contar com atrações carnavalescas familiares que merecem confete.

 

 

Mas uma coisa legal do carnaval de rua de São Paulo é justamente a democracia da folia. A rua tem espaço para todos. Ou seja, não necessariamente você precisa restringir seu cardápio momesco aos blocos infantis só porque tem filho pequeno. Dá para levar a criança para o ziriguidum dos blocos convencionais também.

 

Com o Chico, fomos a muitos daqueles que lotam o Largo da Batata. Era pertinho de casa, íamos a pé – e ainda podíamos usar o nosso próprio banheiro para um pit stop necessário. Cabe uma ressalva: no caso das folias mais cheias, é melhor brincar com a criança nas bordas do bloco, ou seja, onde a multidão começa a ficar escassa e o risco de um “atropelamento” é menor.

 

Em todas as situações, é importante tomar algumas precauções antes de sair de casa. Confira antes o endereço e o horário exato do seu bloco favorito, já que a programação divulgada pode mudar. Não descuide do calor, sobretudo com as crianças. Capriche na hidratação, no protetor solar e no repelente. E, também por causa do calor, invista em fantasias leves para os foliõezinhos.

 

Seja qual for sua escolha, seja qual for o bloco que mais lhe agrade, ca a recomendação: o carnaval paulistano é ótimo para curtir em família. Agora que moramos longe, estamos pensando muito a sério em fazer uma viagem a São Paulo para aproveitar a folia.

SUA VIAGEM NA REVISTA

Envie sua foto e conte porque mais pessoas deveriam conhecer este lugar.

Você pode gostar

VER MAIS